O único Gin destilado em Hamburgo é produzido manualmente e com muito amor na Altonaer-Spirituosen-Manufaktur. No entanto as origens de GIN SUL encontram-se quase 3.000 kms mais a Sul, na Costa Vicentina, no Sudoeste de Portugal.


flasche_qb.jpg

O Gin.

GIN SUL é um Gin de Hamburgo com raízes portuguesas - uma declaração de amor a este país maravilhoso, o mais ocidental da Europa. Os botânicos selecionados, frescos e de muita qualidade, a destilação em lotes pequenos, características cítricas e mediterrâneas distinguem GIN SUL. Um Gin que volta a saber a Gin - puro, como Martini ou Gin Tonic. Desfrute de Gin Sul com uma boa água tónica, uma casca de limão, muito gelo e, de preferência, um pôr-do-sol junto ao Atlântico.

zitrone.jpg

Os botânicos.

Os limões nos jardins da Costa Vicentina têm quase o tamanho de toranjas, sua casca é grossa e o seu sabor é inigualável e intenso. A qualidade supera a quantidade dos botânicos utilizados na nossa maceração. É esse o encanto singelo do GIN SUL, p.e. os excelentes zimbros selvagens ou o alecrim fresco. Mas o ingrediente que torna GIN SUL em algo realmente muito especial é a esteva.

kiefern-panorama.jpg

A destilação.

O nosso pequeno alambique de cobre foi fabricado manualmento por mestres do seu ofício, no entanto nós só o utilizamos pela metade. No acto da destilação todos os vapores do alcóol têm que atravessar um cesto de metal, repleto de cascas frescas de limão, alecrim e botões de rosa. Suavemente, com muita cautela e com uma grande quantidade de botânicos frescos, assim se gera um Gin com características cítricas e de volume incorporado...um verdadeiro Gin-Gin.

Saudade, destilada em Hamburgo.

»Saudades, só portugueses
Conseguem senti-las bem.
Porque têm essa palavra
para dizer que as têm.«

Fernando Pessoa

Quem já teve o prazer de sentir a brisa suave a zimbros selvagens e esteva (Cistus ladanifer) nas falésias íngremes da Costa Vicentina, certamente irá sentir um dia aquela melancolia única a que chamamos… Saudade.

Com ingredientes selecionados, esse aroma, o sabor de Portugal, é conservado em Gin Sul. Destilado 2.800 kms mais a norte em Hamburgo-Altona, é engarrafado manualmente para iniciar a sua viagem à conquista do mundo entre o Elba e o Tejo.


A garrafa.

GIN SUL é engarrafado manualmente em garrafas típicas de barro de cor branca, sendo feitas de grés, são vitrificadas e finalmente impressas. O antepassado do Gin, Genebra, era engarrafado quase exclusivamente em cântaros de barro. Também os destilados são envelhecidos frequentemente em cântaros enormes. Com o advento da indústria vidreira este material natural passou de moda.

flasche_s2.png

Na nossa opinião, injustamente, porque este material artesanal protege os aromas delicados do Gin de luz e de mudanças de temperatura.

Rumo ao sul: os Cacilheiros.

Tanto em Hamburgo como em Lisboa qualquer criança os conhece: os Cacilheiros. No porto de Hamburgo foram utilizados desde os anos 50 pela empresa “HADAG” nos transportes de passageiros sobre o rio Elba, daí o seu nome “HADAG-Fähre”, caracterizando assim a imagem da cidade hanseática. No final dos anos 70 os barcos tornaram-se muito elevados no custo da sua manutenção, motivo pelo qual o seu serviço foi dispensado e foram vendidos seis para Portugal. Ao serviço da empresa de transportes Transtejo passaram a ligar Lisboa à margem Sul – Cacilhas. O Zé Povinho deu-lhe o nome de Cacilheiros. 

Um Cacilheiro ou “HADAG-Fähre”, depende do ponto de vista, decora então a garrafa de GIN SUL. Mais detalhes sobre a história destes barcos típicos podem ser encontrados no seu site elbdampfer-hamburg.de


typschiff_p.jpg

DO GIN TONIC PARA O GIN SUL

Tudo começou com o bacalhau grelhado da Dona Alice.  Nos arredores de Lisboa, num barracão transformado em "Adega", fui contagiado há muitos anos pela Lusofilia - o amor por Portugal e seus habitantes. Percorri o país, comecei a aprender a língua portuguesa à minha custa, ouvindo as conversas pelos bares, e um dia deparei comigo a viajar frequentemente entre Hamburgo e o Sul de Portugal.

A Costa Vicentina não só era maravilhosa, como porporcionava o cenário perfeito para Gin Tonics pelas 17h - a minha segunda paixão. Assim surgiu  há dois anos, na praia de Odeceixe, a ideia de um gin com inspiração portuguesa que capturasse e conservasse os aromas e os sabores do Sul - obviamente sem os do bacalhau.

And now for something completely different.

Deixei o meu emprego,  juntei as minhas poupanças e aprendi com um Master-Distiller a arte da destilação.

No final do Verão começaram as obras na antiga carpintaria e passado poucos meses, o primeiro destilado de zimbros deslizava para os recipientes de aço inoxidável.

P.S. A dona Alice raramente - ou nunca - bebe gin, prefere vinho tinto com Sprite.
O seu bacalhau com natas é de qualquer modo o melhor que existe ao de cima da terra.

stephan_3q.jpg

“Como aficionado de Gin desfruto do meu Gin Tonic de preferência em copos altos,  exta-finos, gelados, com cubos de gelo "double frosted", um twist de laranja e alecrim ou tomilho.”

Stephan Garbe, nascido em 1976, feliz fundador da Altonaer-Spirituosen-
Manufaktur.


Importador em Portugal:

Garrafeira Soares

Comércia de bebidas, SA
Parque Comercial Vale Santa Maria, LT20
8200- 392 Albufeira
Tel: 289 510 460
Fax: 289 510 469
email: geral@garrafeirasoares.pt
www.garrafeirasoares.pt


Nome *
Nome